Notícias Sem categoria

Cresce onda de dengue, viroses e chikungunya

Sem categoria - 04.11.14

Ludmila Silveira

Dengue, chikungunya ou virose? Os sintomas podem ser parecidos, mas existem diferenças entre tais enfermidades que, nos últimos meses, têm proliferado em diversas cidades do estado. A primeira delas é a intensidade com a qual os sintomas – como febre, dores pelo corpo e mal-estar – se manifestam.

“A dengue e a chikungunya provocam dores musculares e enjoos mais fortes, por um período de tempo maior, do que a virose”, explica Claudison Bastos, médico infectologista.
Ele também alerta para a forma de contágio. A dengue e a chikungunya são transmitidas de maneira específica, por meio do mosquito Aedes aegypti infectado pelo vírus da doença. Em se tratando da virose, ou gripe, o mais comum é a contaminação por via nasal ou oral.

“Os vírus que provocam as gripes estão na natureza, e o tempo todo estamos expostos a eles. São mais vulneráveis à ação dos vírus pessoas com pouca idade, idosos, ou aqueles que apresentam um quadro de baixa imunidade”, explica Bastos.
Poucas horas de sono, má alimentação e estresse constante são os principais fatores que abalam o sistema imunológico do indivíduo.

Em Salvador, a procura por atendimento médico em função desses sintomas tem aumentado nos últimos dias. A professora Rita de Almeida, 48, foi uma das pacientes que estiveram no Hospital Jorge Valente, na tarde de ontem, para investigar as dores de cabeça e a moleza no corpo que a atormentam há três dias.

“A tosse tem secreção. Fico com medo porque não tomei a vacina contra gripe”, contou. Rita também diz que evita se automedicar, pois teme possíveis efeitos colaterais que piorem o seu estado.

Já a estudante Caroline Santana, 21, não tem receio quanto aos remédios e chás que está tomando por conta própria para combater a garganta inflamada. “Caso eu piore, irei ao hospital”, disse.
Época

As gripes são doenças frequentes nas estações mais frias, como o inverno. Mas, com a proximidade do verão, as pessoas tendem a frequentar lugares mais cheios. Shows e até mesmo o Carnaval são exemplos de cenários que contribuem para a proliferação do vírus da gripe, frisa o infectologista.

Para diagnosticar corretamente a causa dos sintomas, é importante que as pessoas procurem um médico e façam os devidos exames laboratoriais, aconselhou.

Fonte: A Tarde