Notícias

Discussões sobre aumento da capacidade hospitalar e geração de investimentos para a saúde em pauta na Bahia

Notícias Ahseb - 02.08.19

Crédito foto: Cômodo/Ag Riguadare – Comunicação/FBH

Crédito foto: Cômodo/Ag. Riguardare – Comunicação/FBH

Autoridades e as principais representações da saúde do país estiveram em Salvador nestes dias 1 e 2 de agosto durante a 13ª Convenção Brasileira de Hospitais, realizada pela FBH e Ahseb no Gran Hotel Stella Maris. A abertura solene contou com a participação do prefeito de Salvador, ACM Neto, do secretário municipal da saúde, Léo Prattes, dos presidentes da International Hospital Federation (IHF), Francisco Balestrim, e da CNSaúde, Breno Figueiredo Monteiro, entre outros gestores e diretores de instituições.

Crédito foto: Cômodo/Ag. Riguardare – Comunicação/FBH

As boas vindas, na cerimônia que abriu oficialmente a programação, ficou por conta do presidente da Ahseb, Mauro Adan, que destacou ser este um novo momento para a saúde suplementar do Brasil. “Podemos crescer, em modelos de negócios e estratégias. Temos de repensar e agir para superar as dificuldades”, disse Adan (veja vídeo com íntegra do discurso). Em sua fala, o prefeito de Salvador, ACM Neto, agradeceu às entidades pela decisão de trazer a convenção para a capital baiana, pela parceira que divulga e fortalece as instituições da Bahia, reforçando a visão harmônica entre o setor público e o privado na construção de pontes para o futuro.

“Vim reforçar  meu desejo de Salvador e a Bahia ser um dos maiores pólos de geração de serviço de saúde do Brasil. Estamos presenciando a vinda de novos empreendimentos, as grandes redes estão olhando para a capital e reafirmo a parceria no sentido de atrair cada vez mais investimentos para a área de saúde”, declarou.

O presidente da FBH, Adelvânio Morato, ainda destacou o papel da rede suplementar para a sustentabilidade do sistema de saúde brasileiro, sobretudo para quem não tem condições de arcar com um plano de saúde. E falou sobre a importância das discussões e do conteúdo planejado para o evento.

PROGRAMAÇÃO – A Convenção Brasileira de Hospitais, que há 34 anos não acontecia no Nordeste, teve a capital baiana como sede das principais discussões que envolvem o setor, visando a ampliação da capacidade hospitalar e a consequente geração de investimentos. Na programação, cujo tema central foi “Parcerias e experiências para a ampliação da capacidade hospitalar”, os conteúdos explorados, trazendo os principais temas da agenda da saúde atualmente, foram divididos em 3 eixos: atendimento, qualidade e resultados, além das salas temáticas.